quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Semana que vem

Enquanto uns esbanjam sorrisos,
Eu, que pena, não consigo fingir que está tudo bem.

Hoje, o telefone não tocou, no celular, ninguém chamou, não sei se foi porque eu desliguei, ou se, o mundo foi quem se desligou.
Hoje, o sol se escondeu entre as nuvens, o frio tomou conta, mesmo se tivesse sol, ou sem.
Hoje, a mais bela música não tocou, o banho não foi tão quente, no trabalho, não tinha nem muita gente, tudo só, tudo cinza, sem cor.
A caneta não pegou, o ônibus não passou, a garota não sorriu, todo mundo se atrasou, até eu, sem dom, sem cor, nem som.
Hoje, não te vi, e eu também, nem sei... Não há tempo pra isso... Afinal, hoje, foi um dia tão bom.

Um comentário:

Pra mim é tudo isso mesmo, quase nada... disse...

Pensei que era a única que desligava o celular nos momentos em que eu mais quero que alguém me ligue...
Talvez seja culpa do medo, de não querer ver que ele não ligou.... ou caso ele ligue, pra fingir que não queremos falar com ele...
Ai, ai.....eu leio seus post, e fico me imaginando nas situações. Talvez nem seja exatamente o que vc quer dizer, mas me remete a momentos de confusão e expectativas...
Por quê será?

E tem dias que o mundo realmente fica cinza e por mais coisas que aconteçam nosso redor, é tudo em câmera lenta, tudo indiferente á nós..meras figurantes de uma vida que passa...toda coisada...