sábado, 13 de dezembro de 2008

Pós-ele.

Tudo que tenho aqui e agora são flashs, fotos, lembranças e promessas. Não sobrou sobremesa, espaço nem tampouco tempo.
Passei pelo quintal ontem e me vi na mesma situação que 2 anos atrás. Ele ainda tava ali, parado, do mesmo jeito, esperando que eu agisse da mesma forma, com os mesmos sentimentos. E isso é tudo que eu posso afirmar que mudou, finalmente.
Todas as noites ele pára, por aproximadamente 2 horas e 17 minutos. Senta no montinho de barro do outro lado da rua, pensa, pensa. Uma vez ou outra aparece alguns amigos pra perguntar o que foi? Como eu sei que eles perguntam isso? Não, eu não sei.
A vontade que eu tinha de ir lá e mudar a vida dele já não me faz mais falta.
E é tão engraçado, agora o que tinha graça já é tão 'sem graça'. E é estranho você que, antes, fazia tudo pra alguém te ver, agora faz tudo fingir que não vê alguém.
Beijopraquemficaefoda-sepraquemvai.

Um comentário:

J. Suicide disse...

Se eu for e voltar você vai mandar eu me foder do mesmo jeito??

HAHAHAHA...