segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Onde trilha os meus pensamentos!

Pego no telefone pra ligar e não ligo. Fico aguniada aos domingos. Escrevo mensagens e deixo na caixa de rascunho para que um dia a coragem venha e eu aperte enviar.
Eu grito de raiva, de desejo, de tédio. Danço sozinha, arrasto o sofá da sala, deito no chão, ligo a tv e como 2 panelas de brigadeiro queimado.
Sinto falta da minha melhor amiga que hoje em dia não faz mais parte do meu mundo e virou certinda ao quadrado na igreja pedindo para que apre a santa vagabundagem. Sinto falta de ir almoçar fora com minha família que vive orando não sei mais pelo quê... provavelmente seja pela minha alma perdida.
Sinto falta também do meu pic de sair e virar a noite na rua. Sinto falta de mensagens no celular dizendo da falta de um pão de queijo bem agorinha.
Lembrei da rua da pedra branca, da sorveteria, dos roles no parque da juventude, onde todo mundo era mais alegre e não tinha tempo ruim e nem emprego que não deixasse acordar um pouco mais tarde. Lembrei também das idas ao MC, das 50 pessoas dentro dum mesmo carro. De gente no porta mala.
Eu passando mal na prainha, das brigas. Dancinhas, tropeços, desejos. Sinto falta do gostar de verdade, um cinema, uma pizza, um teatro, e de coragem!
Das cabulosidades. Dos shows. Das chuvas. Interlagos, rua. Escola, paisagem. Quando era só Denyze, Thiago, Sara, Lúcio, Vinícius. Quando era Voccio. Quando era vício.
Sim, eu choro sozinha. Choro pelo excesso da falta. Da vida que cresceu. Da obrigação da faculdade e do trabalho. De ter que se comportar para não virar menina falada. Da obrigação da simpatia e dos sorrisos forçados.
Falta de carro. De amor. De sorrisos. De cafuné. De pinga com limão sem preocupação (ah essa foi boa!).
E sobra de batidas, no peito, na cabeça, nas pernas, no tronco, no pé.
Não, não é pra rimar, não mesmo. É só pra listar. Listar o choro que ninguém vê. A falta que ninguém vê. A dor e os pensamentos que ninguém vê. A faltaaaa de você!
O que falta mesmo é tempo. Ou sobra isso demais!
Nos domingos no sofá, nos sabados sem pic, nas sextas após faculdade onde o cansaço vence a vontade.
Dois texto no mesmo dia só poderia ser tpm mesmo. Quem me dera... já passou faz é tempo!
Mas a gente acaba vendo e lembrando de algumas coisas e acaba que não demora de por um tanto assim né?
Pra fora!

5 comentários:

@Juliane_Madison disse...

Isso que é inspiraçaõ, mas é sentimos falta do ontem com a vontade do depois... Fases e mais fases...

mas é bom lembrar, não é?? Como diria os mais velhos: ainda vamos rir de tudo isso rsrss

Mais uma vez parabéns pelo blog, identificação total rsrs

bjão =)

Leidi Utiyke disse...

e não é que seu texto está quase me inspirando a por pra fora também?
mas eu ponho demais, às vezes...
deu uma vontade de colocar os últimos emails trocados com o ser, apenas mudando os personagens..é!
fiquei pensativa, mas aqui o problema é a TPM mesmo, só pode ser, TEM QUE SER! rsrs

Beeijo

Liih Souza disse...

Obrigada pela força meninas! Vcs não sabem o quanto isso estimula blogueiras a continuar! Tks!

Victor Von Serran disse...

sua escrita é tão cortante,penso nas metaforas de pensamentos e nas transformaçoes das suas ideias até chegarem nesse contexto...Parabens...continuo seguindo e lendo sempre.


http;//universovonserran.blogspot.com

pereira, fabiano disse...

Parabens pelo post!!!